segunda-feira, 20 de setembro de 2010


Conhecendo Buenos Aires - Argentina

4

Quem acompanha o blog, sabe que em julho eu tirei um tempo das minhas férias para conhecer a capital porteña, Buenos Aires. Nunca tinha ido à Argentina, minha mãe já, então ela já tinha basicamente uma noção.
Enfim, havia prometido a todos que faria um roteiro de viagem para quem pretende conhecer e quer saber um pouco mais da cidade, de restaurantes, compras, hotéis e etc... Demorou, mas chegou gente! Hehe
Primeiro, devo dizer que aos amantes da arquitetura e de construções, o impacto é incrível. A cidade é uma mistura de Nova York com Europa. Os prédios possuem uma arquitetura magnífica, que é impossível não se apaixonar, e olha que eu não era muito ligada nestas coisas. São prédios conservados, e é raro ver ruas sujas, buracos no asfalto ou qualquer tipo de degradação muito notável. O pessoal lá é super patriota e respeitam muito a cidade. É lógico que há pobreza e locais mais decadentes, mas são pontos isolados.





(Fotos: Arquivo Pessoal)

São muitos os pontos turísticos a conhecer. Eu passei apenas 6 dias e não consegui conhecer tudo que planejava, porque realmente o tempo corre e não dá para aproveitar geral. Por isso, aconselho a quem for, sempre estipular um roteiro, com opções para os dias de sol e chuva – caso ocorra.

Avenida 9 de Julio: Logo que se chega a capital, é impossível não circular nela. É praticamente a entrada principal da cidade. Uma das avenidas mais largas e compridas de Buenos Aires, e até do mundo. A sensação é de que parece que estamos em uma das avenidas de NY.

É nela que se encontra um fluxo enorme de carro e o famoso Obelisco, onde muitos argentinos geralmente se juntam em alguma comemoração ou até mesmo nos jogos. Gente, é impossível atravessar todas as sinaleiras (faróis) em um mesmo tempo. Tem que esperar.
(Av. 9 de Julio - ao fundo, o Obelisco)


Na mesma avenida há um Mc Donald’s , para quem quer se familiarizar com algum fast food típico. Só que é bem cheio, por ser localizado em um ponto central. Corra para conseguir um lugar para sentar hehe.
Onde ficar?


Bom, não adianta se preparar para uma viagem sem nem ao mesmo saber onde vai ficar.
Entre a avenida 9 de Julio, há a Av. de Mayo, onde localiza-se o Hotel Spa Castelar  que foi onde eu me hospedei.

Localizado perto de restaurantes, farmácia, revistarias e do lado da maior avenida da cidade, é uma ótima referência. É 4 estrelas, e oferece aos hóspedes o SPA, com banho turco, sauna entre outras coisas. Claro que nem tudo está incluído no pacote. Não posso especificar muito, pois não cheguei a utilizar o SPA, uma pena, não deu tempo. 

Enfim, é um hotel bom, com um restaurante ótimo. Inclusive, encontrei muitos brasileiros, e alguns italianos. Acho que tinha alguma competição na cidade hehe. Tinha gente do mundo todo.
Outro hotel do qual ouvi falar muito bem é o Amerian Park. Não posso informar muito, mas achei o site e vi que tem muitos outros da linha espalhados pelo mundo. Além de que, é localizado em um ponto referencial bom.

Partindo dos hotéis, vamos para alguns pontos turísticos...


É fundamental conhecer a Praça de Mayo, onde se encontra a Casa Rosada, o monumental prédio do Banco da Nação Argentina (me apaixonei), a Catedral Metropolitana de Buenos Aires, que é belíssima, porém, não se pode entrar com câmera fotográfica lá.

(Um detalhe da Praça de Mayo ao amanhecer - Arquivo Pessoal)


(Eu, hehe)


(Casa Rosada)


(Ao fundo, Banco da Nação Argentina)



Ainda na praça, há 3 linhas de metrô. Logo adiante consegue-se ver em uma das ruas tranversais, o Obelisco, sinal de que não estamos tão longe da Avenida 9 de Julio, apenas algumas longas quadras, as quais já percorri hehe.

Outro ponto típico é o Caminito, no Bairro La Boca. Lá, as típicas lojinhas e casinhas coloridas que a gente tanto ouve falar e vê em fotos. É tudo bonitinho, mas bem simples.




(Fotos no Caminito - Arquivo Pessoal)



O ideal é ir com calma para poder observar os detalhes, as pinturas,  as lojinhas, e escutar o tango de algum músico local. Cheias de artigo de presentes e lembranças da cidade do ponto. Há barzinhos no meio da rua em que se pode dar uma pausa no meio do passeio.
Dica de uma loja de bolsas e malas que eu adorei. Cristina Leizzarrague. Muitas bags diferentes em couro, cores e tamanhos. Vale a pena conferir. Fiquei louca para comprar.
Ainda no mesmo local, você encontrará sósias do Maradona e alguns dançarinos de tango que oferecem para tirar foto com você. É em torno de $10,00 dólares, e é opcional, dependendo da sua vontade. Mas fique ligado para não tentarem tirar dinheiro a mais de você ou o enganarem. É importante estar atento, inclusive ao valor do dólar quando for comprar algumas coisas. Mencionarei depois.

Uma observação é que não se deve andar por La Boca à noite ou quando estiver vazio. Lá é perigoso quando não há movimento.

Saindo do Caminito, outro ponto interessante é a Recoleta. Há o bairro, onde há hotéis e nas proximidades muitas das lojas de grifes internacionais que nós amamos, como Louis Vuitton, Cartier entre outras. Além disso, livrarias maravilhosas e enormes para os amantes de livros.







(Algumas partes da grande Recoleta)


A praça da Recoleta, é onde ferve nos finais de semana. Há o Hard Rock Café, próximo, o cemitério também (que eu não fiz questão de conhecer, porém há quem queira ver o túmulo de Evita Perón).
Aos arredores, há os bares e restaurantes super fofos. Com mesinhas na rua em meio a uma ótima arborização. De noite, ouvi falar que ferve o movimento por lá. Não tive tempo de ir, mas fiquei na vontade. Quem passar por lá de dia, dou a dica de caminhar para conhecer a praça, os bares e restaurantes e fazer uma parada no Freddo, para tomar um sorvetinho. Hehe
(Ao fundo, alguns dos charmosíssimos restaurantes do bairro Recoleta)

Outro lugar legal para conhecer é Puerto Madero que é um dos bairros chiques da capital, além da recoleta, e concentra barcos e restaurantes incríveis. Mas vá preparado, porque muitos deles são caros. Contudo, é um ótimo local para se conhecer de dia e badalar à noite.
Falando em noite, além dos locais já citados, como Recoleta e Puerto Madero, passar por BsAs à noite é divino. Os prédios e ruas bem iluminados, o movimento, e a sensação de realmente estar fora do país.
Um dos restaurantes que gostei é o La Clac, que é um bar, restaurante e teatro ao mesmo tempo. Fica na Av. de Mayo, ao lado do Hotel Castelar onde me hospedei.
(Detalhe parede do Restaurante La Clac)

Comida ótima, ambiente ótimo, com fotos, colagens e artigos retrôs e contemporâneos, além de marcas registradas de quem passou por lá. Adorei tomar um chop Quilmes e comer um bom prato. O atendimento também é excelente.
Logo mais, se quiser estender a noite, vale ir em alguma boate ou em algum shopping para pegar um cineminha.
Se tiver um dia de sol, vale a pena também fazer um passeio de barco pelo Delta do Tigre. O bom é se informar bastante, eu fui com guias, e é uma função, pois tem que pegar trem e é bem longe. Mas vale a pena. É um bairro isolado, e com casinhas, quase nada de prédios, parece uma cidade de interior dos States.

Para quem curte arte e cultura, não pode deixar de conhecer o mais importante museu da cidade.  O Museu de Bellas Artes, com obras de artistas internacionais e nacionais, como Goya e Monet.  O impacto ao entrar é grande, segundo minha mãe.

No quesito comprinhas (sei que você estão ansiosas, meninas haha), a primeira dica é: Estipule um valor que pretende gastar, faça uma lista do que pretende comprar e saiba antes qual o valor do dólar no momento. Chegando lá, depois de se informar bastante, o ideal é trocar o real pelo dólar, mas não vá com muita sede ao pote, pois pode sobrar dólares e você sair perdendo, por isso a dica de estipular no que pretende gastar. Troque seu dinheiro apenas nas Casas de Câmbio, nada de cair na conversa dos cambistas de rua. O dinheiro pode ser falso e eles tirarem vantagem em cima de você.
Segunda dica: Não se iluda. Eu achei que fosse sair pior que a Becky Bloom, cheias de sacola, mas me enagnei. Claro que fiz ótimas compras, mas isso depois de bater muita perna e pesquisar bastante. Então meu conselho é procurar bastante antes de se jogar na primeira loja que vê pela frente.
Na rua Florida, é onde se concentra geralmente a turistada e a população. É um típico centro. Cheio de lojas e fast fashions além de umas espécies de free shops. Mas o preço não é lá muito amigo, na verdad eu encontrei minhas coisas fora da Floria, mas muita gente que conheço comprou boas peças lá, depois de procurar e entrar em várias lojas. Ah, mulheres, segurem bem suas bolsas, pois no meio do povão, os ladrões lá não atacam a mão armada, eles rasgam a nossa bolsa e conseguem pegar tudo sem ao menos a gente notar. Mas fiquem tranquilas, só ter atenção que o passeio é tranquilo.
Lojas ótimas na Florida:
Mauro Sergio: Loja tipicamente masculina, com casacos lindíssimos de couro e veludo masculino, suéteres e blusões de qualidade. Mas há também alegria para as mulheres. Casacos de lã e tricô maravilhosos e que valem a pena. Comprei o meu verdinho, que já postei aqui, lá. Vale visitar e conferir.
Há outras lojas que vendem cashmere por um preço muito bom, não deixem de observar muito.

Como não cabe mais no mesmo post o resto de fotos e texto, continuarei em um segundo post, falando do Shopping, outras comprinhas e lugares a visitar.

 [CONTINUA...]





4 comentários:

Mika °° disse...

Oie Carol,

Estava esperando o post!! Adorei tudo, as fotos tiradas e as dicas, parece um local encantador mesmo.

Espero continuação.. hehe

Beijos querida,

changinroom.blogspot.com

MUNDO FASHION DA TATI disse...

Fotos belíssimassssssssss!!!
Que delícia!
Beijos.

mundofashiondatati.blogspot.com

Manias de Benetti disse...

Nossa
Sua viagem deve ter sido muito boa!
Ficaram lindas as fotos!
;*
Marina

Karina e Kátia disse...

Carol amei os dois posts, eu fiquei no Panamericano Hotel em frente ao Obelisco, fui no Senhor Tango(maravilhoso), mas tudo correndoo, na proxima vez vou copiar tudo que postou...heheheh

Bjs das gurias

www.gauchasnamoda.blogspot.com

Postar um comentário

Sinta-se à vontade para comentar, criticar e dar sugestões. Sua visita é sempre bem-vinda!!